O Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria) oferta bolsas de estudo para brasileiros realizarem graduação em Portugal.

Diversas universidades de Portugal aceitam, atualmente, o ingresso do aluno brasileiro, usando a nota do ENEM. O Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria) é uma dessas instituições que estão oferecendo bolsas para graduação em Portugal.

As bolsas de estudo oferecidas são parciais, ou seja, de 50% do valor total, que é de 3 mil euros (com exceção dos cursos da área de saúde que são de 4 mil euros), voltadas para cursos de graduação, que são chamados de “licenciatura” em Portugal. São direcionados aos estudantes brasileiros que possuem certificado de conclusão de Ensino Médio e que tenham feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nos últimos 5 anos, acertando, pelo menos, a metade das questões do exame.

São oferecidos 49 cursos de graduação pela instituição, em diferentes áreas de conhecimento, como Ciências Sociais, Artes e Design, Educação, Saúde, Engenharias e Tecnologia, Gestão de Turismo, Ciências Empresariais e Jurídica, Tecnologia do Mar, etc. Geralmente, eles têm duração de, em média, 3 anos.

Além dessas bolsas de 50%, o Instituto oferece ainda mais três bolsas de graduação para alunos estrangeiros. Confira melhor a seguir:

Bolsas de mérito

Essas bolsas são voltadas para os estudantes de outros países, que apresentam um ótimo desempenho acadêmico (média maior ou igual a 7). Neste ano, serão oferecidas duas bolsas por curso. Para concorrer, basta enviar o certificado com a comprovação de sua média final obtida no ENEM. Essa bolsa não isenta a matrícula e sua manutenção é feita a partir da conclusão dos cursos, dentro do período de duração normal, visando às regras de inscrição, avaliação e transição do ano.

Bolsas de cooperação para o desenvolvimento

Essas bolsas são oferecidas a todos os estudantes que vêm de países cuja língua oficial é a língua portuguesa. Para concorrer é necessário enviar o certificado com a nota final do ENEM. A manutenção da bolsa se dá da mesma forma que as Bolsas de Mérito.

Bolsa mais tecnologia

Essa bolsa é voltada para os cursos de Biotecnologia e Engenharias (Civil, de Energia e do Ambiente ou de Gestão Industrial). Para se candidatar, é necessário enviar uma carta informando o motivo de interesse a esse curso. A manutenção da bolsa é da mesma forma que as bolsas anteriores.

Como se candidatar

Durante o ano, existem 3 inscrições para se candidatar às bolsas de graduação em Portugal. A primeira compreende o período do dia 16 de janeiro a 06 de abril, a segunda é entre os dias 18 de maio e 29 de julho e a terceira é entre 27 de julho e 07 de setembro. A candidatura é realizada online (candidaturas.ipleiria.pt/Account/Register), escolhendo o curso e preenchendo o formulário de candidatura, especificando as bolsas de estudo. Todas as candidaturas exigem os dados dos documentos pessoais e acadêmicos do candidato. O candidato pode se inscrever em mais de uma bolsa, sabendo que elas não são cumulativas.

Instituto Politécnico de Leiria

O Instituto politécnico é uma instituição pública de ensino superior, criada no ano de 1980, estando em atividade até os dias atuais. O Instituto conta com mais de 10 mil estudantes, oferecendo cursos de graduação, pós-graduação, mestrado, cursos técnicos superiores profissionais e também cursos para estudantes internacionais. Possui quatro campus, na região central de Portugal, especificamente nas cidades de Caldas da Rainha, Marinha Grande, Peniche e a sede em Leiria.

É uma instituição ativa no desenvolvimento regional e internacional, visando à inclusão e a cooperação entre alunos de diferentes nações. O Instituto oferece diversas bolsas a estudantes internacionais, possuindo em seu site, página específica (www.ipleiria.pt/brasil/candidaturas) para estudantes oriundos do Brasil.

Por Aurenivia Alves Pereira


Interessados podem se inscrever até o dia 28 de fevereiro de 2018.

Se você gostaria de realizar um curso universitário e não possui condições para arcar com seus custos, você já deve saber que o FIES, que é o Fundo de Financiamento Estudantil possibilita a milhares de estudantes o ingresso em diversos cursos universitários, podendo pagar seus custos somente após a sua graduação.

Desse modo, o MEC, que é o Ministério da Educação, acaba de publicar no Diário Oficial da União, o Edital do FIES referente ao primeiro semestre deste ano de 2018. A publicação aconteceu nesta última sexta-feira, dia 16 do mês de fevereiro.

Segundo informações do documento, as inscrições serão realizadas por meio da internet, sendo o período previsto para a realização das inscrições os dias que vão de 19 a 28 do mês de fevereiro de 2018.

O governo pretende disponibilizar 310 mil vagas novas, sendo que 100 mil delas serão com juros zero, já o restante será para oferta de bolsas parciais.

A inscrição no FIES é permitida para quem realizou o Enem, que é o Exame Nacional do Ensino Médio em alguma das edições do exame desde o ano de 2010 e que tenham obtido uma média superior a 450 pontos e não ter zerado a redação.

De acordo com o edital do FIES, aqueles estudantes que possuam renda familiar de no máximo cinco salários- mínimos brasileiros mensais. Contudo, quem possuir um rendimento mensal que vai de três a cinco salários mínimos, pode fazer a sua inscrição somente na modalidade intitulada P-FIES.

Assim, para que a inscrição seja efetivada o candidato deve informar corretamente seus dados pessoais e de seu grupo familiar. Também é necessário que o grupo de preferência seja definido. No ato da inscrição o estudante deve informar três cursos que gostaria estão entre suas opções, ordenando estes de acordo com as suas prioridades. Até o término do prazo de inscrições o candidato pode realizar alterações nesse quesito de opções de cursos. Contudo, quando o prazo se encerrar o sistema irá considerar a última alteração realizada.

Feito isto os estudantes devem aguardar pela divulgação dos resultados que está prevista para o dia 05 do mês de março. Haverá uma única chamada.

Quem se inscrever pelo P-FIES poderá conferir o resultado no dia 12 do mês de março. Nesta categoria é permitido que aqueles que não foram convocados manifestem interesse pela lista de espera, cuja manifestação deve se realizar a partir do dia 06 do mês de março, até o dia 30 do mesmo mês.

Desse modo, aqueles candidatos que forem selecionados devem acessar o site http://sisfiesportal.mec.gov.br/ e assim concluir suas inscrições, validando seus dados na CPSA, que é a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento, em um prazo de até dez dias.

Também é necessário que o estudante compareça a um Agente do FIES, em um prazo de até 20 dias, apresentando a documentação que está determinada no edital do programa, para assim a contratação do financiamento se formalizar.

No ano de 2017 foi anunciado pelo governo federal mudanças no programa. Dentre elas está a criação de faixas de financiamento que são três, para beneficiar diferentes grupos, o FIES 1-Fundo Garantidor, FIES 2- Regional e o FIES 3- Desenvolvimento. Saiba mais abaixo:

– FIES 1 : São 100 mil vagas com juros zero e prestações de até 10% do valor da renda da família, que deve ser de nos máximo três salários por pessoa.

– FIES 2: são 150 mil vagas destinadas as regiões Norte, Centro-oeste e Nordeste, com taxas de juros variáveis e voltado para pessoas com renda de família de até 5 salários por pessoa.

– FIES 3: São 60 mil vagas destinadas as regiões do Centro-Oeste, Norte e Nordeste, com taxas de juros variáveis e também destinados a candidatos com renda familiar de no máximo 5 salários por pessoa.

Não deixe de fazer a sua inscrição no FIES 2018 primeira edição. Consulte o edital.

Sirlene Montes


MEC libera consulta as vagas de bolsas de estudo do Prouni 2018 1º Semestre.

Depois de muita espera pelo resultado do Enem, estudantes de todo o Brasil finalmente tiveram a oportunidade de consultarem as vagas disponíveis para o Prouni, que é o Programa Universidade para Todos, em sua edição do primeiro semestre do ano de 2018.

O Ministério da Educação liberou o site para consulta dos estudantes na trade do dia 29 de janeiro, última segunda-feira.

A espera foi grande, pois são milhares de estudantes que almejam por meio deste programa a conquista de vagas em cursos universitários de instituições de ensino superior particulares. Os selecionados pelo programa recebem bolsas de estudo que podem ser parciais e também integrais.

Assim, os candidatos devem se inscrever no programa a partir do dia 06 do mês de fevereiro.

A inscrição deve ser realizada por meio da internet, no endereço eletrônico http://prouniportal.mec.gov.br.

De acordo com informações do MEC, serão disponibilizadas somente neste semestre o total de 242.987 vagas em quase 3 mil instituições de ensino superior particular. Desse total de vagas, 113.863 serão integrais e 37.600 serão para cursos na modalidade à distância. Já o total de 129.124 são para a oferta de bolsas parciais.

Quem desejar se inscrever no Prouni, precisa atender a alguns requisitos ou ao menos a um dos requisitos descritos a seguir:

– Ter realizado todo o ensino médio em escolas que pertencem à rede pública de ensino;

– Ter realizado todo o ensino médio em escola que pertence ao setor privado, contudo na condição de bolsista integral;

– Ter realizado parte do ensino médio em escola que pertença a rede pública de ensino e a outra parte do ensino médio em escola que pertença ao setor privado, contudo na condição de aluno portador de bolsa de estudos;

– Ser portador de alguma deficiência;

– Ser professor atuante da rede pública.

Os candidatos que são beneficiados com bolsas integrais do Prouni geralmente são aqueles que possuem uma renda familiar bruta e mensal que não ultrapasse o número de 1,5 salário por pessoa do grupo familiar.

Por sua vez, as bolsas parciais são concedidas a candidatos que possuam uma renda mensal familiar bruta que seja menor que 3 salários por membro da família.

Os estudantes podem fazer até duas inscrições, ou seja, se inscrever em duas instituições de ensino superior particular, escolhendo também local a ser cursado, o curso e seu turno e o tipo de bolsa ideal para a sua situação financeira.

Veja abaixo o calendário do Prouni do ano de 2018:

– Período de abertura das inscrições: a partir do dia 06 do mês de fevereiro;

– Encerramento das inscrições: dia 09 do mês de fevereiro;

– Data da 1ª chamada: dia 12 do mês de fevereiro;

– Data da 2ª chamada: dia 02 do mês de março;

– Declaração de interesse para a lista de espera: entre os dias 16 do mês de março e 19 do mesmo mês;

– Verificação das instituições de ensino sobre a lista de espera no sistema: dia 20 do mês de março;

O Prouni é um programa criado pelo Governo Federal que todos os anos possibilita a milhares de estudantes o ingresso em cursos universitários de instituições particulares de todo o país. Esses jovens, se não fosse por esse programa, talvez jamais teriam acesso ao ensino superior em instituições de ensino superior do setor privado.

Sendo assim, se você realizou o Enem no ano passado, atende aos requisitos do programa e gostaria de realizar um curso universitário, não deixe de realizar a sua inscrição na data prevista e ter a oportunidade de realizar um curso que poderá mudar a sua vida, contribuindo para um futuro de qualidade.

Sirlene Montes


Saiba aqui mais detalhes sobre as inscrições para bolsas remanescentes do Prouni 2017/2.

Se você perdeu o período de inscrições no Programa Universidade para Todos da última edição de 2017, o MEC abriu mais um período de inscrições, desta vez para as bolsas remanescentes da segunda edição do programa. As inscrições, que foram abertas na última segunda-feira, dia 31 do mês de julho, terminam no dia 25 do mês de agosto e podem ser realizadas somente via internet, por meio do endereço http://prouniremanescentes.mec.gov.br/. Não deixe para a última hora, faça a sua inscrição.

O MEC comunica que os estudantes que ainda não estejam frequentando cursos de graduação e que desejam realizar com ajuda do ProUni realizem suas inscrições no programa até o dia 25 de agosto. Todavia, para quem já está matriculado em curso de graduação, as inscrições podem ser realizadas até a data do dia 30 do mês de outubro.

De acordo com as informações do Ministério da Educação, neste ano de 2017 foram disponibilizadas o total de 147.492 vagas, sendo que desse montante 52% não foram preenchidas, o que corresponde a 77 mil bolsas que se tornaram remanescentes para o segundo semestre de 2017.

Se você ainda não conhece o ProUni (Programa Universidade para Todos),saiba que ele é um programa criado pelo Ministério da Educação no ano de 2014, com o objetivo principal de conceder bolsas de estudo em universidades que pertencem ao setor privado, podendo estas ser integrais ou parciais.

Quem pode se inscrever no Programa Universidade para Todos?

O programa é voltado para estudantes que não possuam nenhum diploma em curso de nível superior e que tenham realizado o Exame Nacional do Ensino Médio, na edição do ano de 2016. Sendo necessário que o candidato tenha obtido uma nota igual ou superior a 450 pontos no Enem, além de não ter zerado a Redação.

Outro quesito importante está relacionado a renda familiar do candidato. Segundo os critérios do programa, o candidato precisa possuir uma renda bruta familiar per capita de no máximo um salário e meio, considerando o salário mínimo brasileiro. Esse critério é válido para bolsas de 100% do valor do curso.

Já para bolsas de 50%, em que o aluno paga a metade, a renda familiar bruta per capita pode ser de até três salários mínimos mensais.

Além disso, o candidato precisa possuir ensino médio completo que tenha sido cursado em escolas da rede pública de ensino ou que o tenham cursado em escolas particulares na condição de bolsistas.

As bolsas do ProUni também são voltadas para pessoas com deficiências ou professores da rede pública de ensino, que estejam em exercício de suas profissões, que podem concorrer a bolsas em cursos de licenciatura como Normal Superior ou Pedagogia, não sendo necessário a comprovação de renda mensal.

Nesse sentido, os interessados em conseguir uma vaga em um curso universitário de Universidades Privadas (que estejam inscritas no Programa), em que possam se graduar com a ajuda de bolsas de estudos, sendo elas parciais ou totais, a recomendação é de que a inscrição não seja realizada na última hora, considerando o fato da possibilidade de uma lentidão ou travamento do sistema, em decorrência de muitos acessos.

Ainda não existem informações oficiais sobre a data em que o resultado será publicado. Tampouco o prazo para apresentação e documentação comprovatória de informações prestadas na inscrição. Contudo, após o encerramento das inscrições o MEC deve se manifestar através do site do Programa.

Se você é jovem e desenha construir uma carreira de sucesso em alguma profissão, não perca essa oportunidade.

O ProUni desde a sua criação já formou milhares de jovens em renomadas Universidades que oferecem formações de qualidade, possibilitando a esses novos profissionais um futuro com garantias de qualidade, contribuindo assim para o desenvolvimento profissional e pessoal de cada um, sem falar do desenvolvimento do país, que só tende a crescer com o aumento de profissionais graduados.

Sirlene Montes


Confira aqui a lista de aprovados no FIES 2017 para o 2º semestre.

Para os estudantes que se encontram na expectativa do resultado de mais uma edição do Programa de Financiamento Estudantil, o popular Fies, o resultado já foi divulgado. A lista com os nomes dos pré-selecionados está disponível desde a última segunda-feira, dia 31 do mês de julho e os inscritos cujos nomes estiverem constando nessa lista devem fazer a conclusão da inscrição no prazo que vai do dia 1º do mês de agosto até o dia 8 do mês de setembro, através do endereço http://sisfies.mec.gov.br/.

De acordo com informações do Ministério da Educação (MEC), nesta edição do segundo semestre do ano de 2017 do Fies, foram disponibilizados o total de 75 mil contratos para a promoção do financiamento de cursos superiores a serem realizados em instituições de ensino superior privadas.

No total, para o ano de 2017, o Programa de Financiamento Estudantil disponibilizou 225 mil vagas. Sendo que na primeira edição o número de contratos era de 150 mil. Contudo, esse total não chegou a ser preenchido, contabilizando 34 mil oportunidades que não foram preenchidas nesta primeira edição.

Para quem não conhece o Programa de Financiamento Estudantil, veja algumas características importantes:

– O Fies é um programa criado pelo Governo Federal que possibilita a estudantes de renda familiar baixa, realizarem cursos de graduação em universidades do setor privado, de modo que estes estudantes possam pagar o valor do curso após a sua graduação e ainda pagam de forma parcelada, onde as parceladas contam com juros de 6,5% ao ano. Sendo que após a sua graduação, ainda existe um período de 18 meses para que o financiamento comece a ser pago pelo inscrito no programa. O Governo Federal, por meio deste programa, realiza financiamentos de 50% a 100% das mensalidades.

– Podem se inscrever no programa pessoas que tenham realizado o Exame Nacional do Ensino Médio, o popular Enem, em uma das edições a partir do ano de 2010 e que tenham obtido no exame uma nota igual ou superior a 450 pontos, além de não terem zerado a Redação.

– Outro requisito é a renda familiar per capita do candidato, que não pode ultrapassar o total de três salários mínimos para cada membro da família.

– Dependendo do curso realizado o estudante precisa pagar a cada três meses uma taxa de R$ 150,00.

– É importante para a manutenção do contrato que o inscrito siga as regras, que podem ser conferidas no edital (disponível no site citado acima).

Para quem está em dúvidas sobre como foi realizada a classificação dos inscritos do Fies 2017/2, o MEC esclarece que foi considerada a média aritmética das notas obtidas no Enem, de acordo também com o curso pretendido.

Já para a lista de espera, segundo informações no edital, ela está prevista para ser feita a partir do dia 1º do mês de agosto, terminando no dia 3 do mês de setembro .É importante que o inscrito esteja atualizado junto ao site do programa para saber dessas e outras informações importantes.

Desse modo, se encerram o processo de inscrição e seleção para novos contratos neste ano de 2017. Já para o ano de 2018, o MEC, há pouco mais de um mês, anunciou algumas modificações no programa que passam a valer a partir do ano de 2018. Contudo, quem se inscreveu e foi selecionado neste ano de 2017, poderá realizar seu curso de acordo com o regulamento antigo.

Dentre as mudanças previstas para o Fies de 2018 estão incluídas uma modalidade de financiamento com juros zero e a disponibilidade de 300 mil contratos novos.

O Programa e Financiamento Estudantil é sem dúvidas muito importante para estudantes de todo o Brasil, pois possibilita aos jovens de baixa renda a realização de um curso universitário que com toda certeza muda a vida desses jovens e contribui para um país melhor.

Sirlene Montes


Confira aqui os tipos de bolsas de estudo ofertados na Alemanha.

Muitos estudantes, ao longo de sua carreira acadêmica, passam a considerar as possibilidades de cursar semestres de estudos ou até mesmo uma graduação inteira em outros países do mundo. E o entusiasmo não é à toa: muitos países oferecem grandes oportunidades de intercâmbios com bolsa para as melhores universidades do mundo. Um desses países é a Alemanha, que conta com instituições de alta qualidade e gratuitas. Se você almeja uma oportunidade como essa, continue lendo e descubra três diferentes tipos de bolsa de estudos que podem te levar até a Alemanha para estudar.

– Bolsas oferecidas pelo governo alemão (DAAD)

A sigla corresponde ao Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (em alemão). No site da organização é possível obter informações sobre as diversas bolsas de estudos oferecidas pelo governo alemão e suas especificidades. As bolsas irão ter sua duração, valor, área de interesse e nível de escolaridade de acordo com a região e instituição a qual estão vinculadas. Além disso, é possível obter no site informações sobre bolsas oferecidas por organizações externas.

– Bolsas oferecidas por organizações não governamentais e agências

Algumas organizações possuem objetivos específicos e, para atingi-los, oferecem bolsas para estudantes estrangeiros. Um exemplo é a Fundação Heinrich Böll, que disponibiliza para os estudantes financiamentos para programas de doutorado, pós-graduação e graduação.

Para se inscrever basta seguir os passos online no site oficial da instituição, lembrando que as inscrições ocorrem duas vezes por ano. É importante ressaltar que as bolsas contemplam todas as áreas de estudo, mas devido os princípios da associação, o foco principal para o tema de pesquisas costuma girar em torno de direitos humanos, sustentabilidade, democracia e ecologia.

– Bolsas de estudos oferecidas por universidades alemãs

As universidades alemãs não ficam de fora ao auxiliar estudantes estrangeiros que buscam a oportunidade de estudar na Alemanha. Há tanto bolsas, como financiamentos que buscam auxiliar o estudante a custear suas despesas no país.

Um dos maiores exemplos de universidades que oferecem esse auxílio é a RWTH Aachen University, que está entre as 100 melhores universidades do mundo. As bolsas são oferecidas para diversas áreas contempladas pelos cursos disponíveis na universidade, sendo eles: Engenharia Mecânica, Ciências Naturais, Matemática, Ciências Sociais, Engenharia da Computação, Engenharia Civil, Arquitetura e Medicina.

Não perca a chance de obter uma experiência única visitando outro país e entrando em contato com diferentes culturas. Visite os sites oficiais das instituições para maiores informações.

Carolina B.


Inscrições começam no dia 27 de março de 2017.

Se você fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas não conseguiu aprovação na sonhada universidade, saiba que ainda há uma chance de você fazer um curso superior. O Programa Universidade para Todos (PROUNI), criado em 2004, é uma ótima oportunidade, pois oferece bolsas integrais e parciais de até 50% nas faculdades. Os interessados devem ter concluído o ensino médio em escolas públicas ou em escolas particulares, mas nessa condição, com bolsa integral.

O Ministério da Educação (MEC) anunciou as datas para os alunos realizarem as inscrições para bolsas remanescentes no PROUNI. O prazo para estudantes novatos tem início em 27 de março (segunda-feira) e se estende até 5 de abril (quarta-feira). Aqueles que já possuem vínculo com a instituição de ensino superior podem se inscrever até o dia 5 de maio (sexta-feira). A oferta das vagas é para o primeiro semestre de 2017.

O principal requisito para participar é ter obtido nota igual ou superior a 450 no ENEM. São válidas as edições a partir de 2010. Além disso, é necessário que o candidato não tenha obtido nota zero na redação. Para concorrer à bolsa integral, a renda familiar mensal e per capita deve ser no valor máximo de um salário mínimo e meio. Já para a bolsa parcial, deve ser de até três salários mínimos por mês e por pessoa da família. Podem participar, inclusive, professores da rede pública de ensino básico que sejam do quadro permanente, independente da renda. Nesse caso, as chances são ofertadas para bolsas nos cursos de literatura.

As vagas para os estudantes realizarem cursos de graduação e sequenciais de formação específica são em faculdades conveniadas com o MEC. Essas instituições podem ser com ou sem fins lucrativos.

Após a inscrição, o candidato precisa ter atenção, pois sua bolsa não está garantida. Para que haja a confirmação da concessão, o aluno deve comprovar que atende aos requisitos exigidos. Assim, ele deve se dirigir à faculdade presencialmente, em até dois dias úteis, e apresentar os documentos que atestam o atendimento às exigências legais estabelecidas pelo MEC.

Segundo o Ministério, os cursos mais demandados são Direito, Administração e Pedagogia.

Aproveite essa oportunidade. Informe o seu número de inscrição e a senha do ENEM no site do programa para concorrer a uma bolsa.

Melisse V.


Ministério da Educação irá divulgar o resultado do Prouni na próxima semana. Segunda chamada deverá ser divulgada no final de fevereiro.

Alunos que concluíram o ensino médio e estão interessados em conquistar a tão sonhada vaga no ensino superior, devem ficar atentos aos resultados de bolsas concedidas pelo Prouni 2017 – Programa Universidade Para Todos, que existe há 12 anos.

Segundo informações publicadas pelo Ministério da Educação (MEC), a partir de 6 de fevereiro será divulgada a lista oficial sobre as distribuição das bolsas para a primeira chamada. O edital completo pode ser acessado aqui: http://prouniportal.mec.gov.br/legislacao/legislacao-2017.

Lembrando que o Prouni autoriza bolsas de estudo para alunos que fizeram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2016 e com situação econômica, a qual a renda familiar seja de até três salários mínimos. Outro requisito é ter estudado em escola pública ou como bolsista na rede particular de ensino. No dia 31 de janeiro e até o dia 3 de fevereiro, os estudantes poderão se inscrever no programa e aguardar os resultados nos dias posteriores.

As bolsas podem ser parciais ou integrais. No caso, o resultado final dos selecionados para a primeira chamada será no dia 6 de fevereiro (inscrição e matrícula até o dia 13/02) e a segunda chamada será divulgada no dia 20 de fevereiro (inscrição e matrícula até o dia 24/02).

A lista de espera deve ser informada no início de março. É importante ainda ressaltar que a classificação do candidato está muito ligada ao desempenho dele no Enem. Em 2016, quase 204 mil bolsas de ensino foram ofertadas no programa e cerca de 1, 6 milhão de pessoas se inscreveram no programa na edição passada. No primeiro ano de implantação, em 2005, o Prouni ofertou mais de 228 mil bolsas, segundo dados do MEC.

Serviço/ Informações:

Estágio Prouni – Febraban

Estudantes contemplados pelo programa Prouni podem participar de seleção para estágio em bancos associados à Febraban (Federação Brasileira de Bancos). Se trata de uma parceria entre o MEC e a federação, a qual prevê que cerca de 10% vagas de estágio sejam reservadas para bolsistas do Prouni.

Os estudantes que estiverem interessados em participar desse programa podem acessar o portal: http://www.febrabanoportunidades.com.br. Na página há informações sobre os processos seletivos em andamento, além de seção para cadastro de currículo.

Por Letícia Veloso


Saiba aqui mais informações sobre as Bolsas de Estudo 2017 no Curso Positivo.

Já pensou em ganhar uma bolsa de estudo para o Curso Positivo? A Instituição está oferecendo bolsas de 10% a 100% para o próximo ano. As inscrições ficam abertas somente até o dia 02 de dezembro e podem ser feitas na sede do Batel, do Centro ou pelo próprio site, que pode ser acessado por meio do endereço: http://www.cursopositivo.com.br/.

Os interessados serão avaliados por meio de provas, que estão previstas para serem aplicadas no dia 05 de dezembro, às 08h. Os descontos referentes às bolsas serão segundo o desempenho dos candidatos. Além disso, o teste de conhecimento será no Curso Positivo da sede do Centro, que está situado na Av. Vicente Machado, 317, Centro. As dúvidas podem ser esclarecidas por meio do telefone ( 41) 3232 4011.

Atualmente, a Instituição é referência em pré-vestibular do estado do Paraná devido aos bons resultados conquistados nas principais universidades. Fundado em 1972, o Curso Positivo conta com duas unidades bem situadas em Curitiba e uma equipe de professores renomados e experientes. As aulas são focadas em resultado, ou seja, na aprovação do aluno na Universidade. Além disso, dispões de um material didático diferenciado no mercado, além de um sistema inovador de ensino na sala de aula.

Como se preparar para a prova?

O estudante deve fazer um planejamento de ensino. Como o teste de conhecimento está previsto para o início de dezembro, ele deve focar e intensificar os estudos por meio de uma ampla revisão dos conteúdos.

Para fixar os tópicos principais, o interessado pode estudar por meio de fichas resumos, por exemplo. Assim, ele pode carregar o material para qualquer lugar e estudar nas horas vagas do dia. Por exemplo, no ônibus, fila de atendimento, entre outros. Este é um dos melhores métodos de estudo para manter o conteúdo na memória.

No dia da prova da bolsa é fundamental manter a calma, a tranquilidade e a concentração, a fim de evitar ansiedade e nervosismo. Lembre-se de que você fez a sua parte, então dê o seu melhor neste momento. Leia as perguntas com muita atenção e não se esqueça de levar alimentos leves e saudáveis.

Boa sorte e muito sucesso no seu caminho!

Por Babi


Programa oferece 80 bolsas de estudo em 35 universidades da Holanda.

Já imaginou estudar na Holanda? Então, aproveite para fazer a sua inscrição e participar da Orange Tulip Schorlarships, por meio da Nuffic Neso Brazil. No total, o programa conta com 80 bolsas que são exclusivas para brasileiros em 35 universidades da Holanda.

Ficou interessado? Podem fazer parte do programa estudantes de graduação, pós graduação, MBA e também a modalidade short degree. Os cursos contemplados envolvem as áreas de administração, artes, comunicação, finanças, ciências humanas, governamentais, entre outras. Além disso, os estudantes poderão contar com bolsas integrais ou desconto no valor da anuidade.

Para participar, é necessário enviar o histórico escolar, currículo, além do certificado de proficiência em inglês. Dependendo da Universidade, poderá ser requisitado documentos complementares ou até mesmo entrevista por meio do Skype, portfólio, entre outros.

Cada curso conta com seu critério específico de participação, por isso, os interessados devem ler com atenção cada detalhe da Universidade que deseja estudar. Desta forma, o interessado deve escolher o programa oferecido pelas Instituições de Ensino e, posteriormente, fazer a sua inscrição. Cada pessoa pode se candidatar em até 04 universidades e não há limite de idade.

As inscrições já estão abertas e os resultados estão previstos para serem divulgados em julho do ano que vem. O prazo de encerramento da inscrição muda de acordo com a Universidade parceira, por isso, os estudantes devem ficar atentos. Os interessados podem clicar neste link https://www.nesobrazil.org/bolsas-de-estudo/orange-tulip-scholarship/processo-de-candidatura para participar do programa. A confirmação será enviada por meio de e-mail.

Por quê estudar fora do País?

Além de conhecer outras culturas e tradições, o estudante poderá melhorar a sua fluência no idioma local e desenvolver novas capacidades e habilidades de trabalho.

A experiência proporciona crescimento pessoal e autonomia, porque o estudante terá que sair da sua zona de conforto para se adaptar em uma realidade diferente da sua. Desta forma, ele vai amadurecer, crescer e se desenvolver. Como consequência, a pessoa tende a se tornar mais ativa e interessada, uma vez que ela terá que correr atrás do conhecimento.

A experiência é um diferencial no currículo, que é valorizado por muitas empresas, sobretudo em programas de trainee.

Por Babi


Interessados devem se inscrever até o dia 29 de agosto. Matriculados no Prouni podem se inscrever até o dia 14 de novembro.

O Prouni (Programa Universidade Para Todos) foi criado pelo Governo Federal, sob a lei 11.096, de 13 de janeiro de 2005, com o objetivo de oferecer bolsas de estudos de forma integral ou parcial (50%), para o acesso à instituições privadas de ensino superior.

O Prouni é destinado a brasileiros que jamais tenham cursado o ensino superior, tenham concluído o ensino médio em escola pública ou em escola particular (desde que tenha recebido bolsa de estudos integral da referida instituição privada), seja professor de escola pública (na educação básica e disputando vaga para licenciatura), tenha estudado em escola particular e pública durante a sua vida (desde que tenha recebido bolsa de estudos integral da escola particular); além de ter que declarar renda de até 3 salários mínimos (para bolsas parciais) e renda de 1 e meio salário mínimo (para bolsas integrais).

As bolsas de estudos remanescentes do Prouni são aquelas que não foram oferecidas a estudantes, seja por desistência do curso, por não atingirem a pontuação exigida para serem contemplados, cursos com pouca atratividade, etc.

São 57.826 bolsas de estudos remanescentes, sendo que 48.706 são bolsas parciais e 9.120 são integrais, totalizando cerca de 46% das bolsas oferecidas em 22.974 cursos; sendo que desse total 71% são bolsas parciais e 16% são integrais.

Para ter direito à participação no processo de seleção que oferecerá bolsas remanescentes do Prouni, o candidato deverá ter bom desempenho no ENEM; além de enquadrar-se nos critérios socioeconômicos estabelecidos pelo governo.

O processo encontra-se aberto desde o dia 01/08/2016 e o seu encerramento está previsto para 29 de agosto de 2016 (para os que não se matricularam) e 14 de novembro de 2016 (para os candidatos já matriculados no Prouni).

Outra vantagem da utilização das bolsas de estudos remanescentes do Prouni é que os alunos que já participam do programa poderão optar pela transferência de curso, desde que esse curso pertença à mesma faculdade em que estuda e que seja da mesma área ou que tenha semelhanças de objetivos.

Instituições como: Centro Educacional Anhanguera, Universidade Estácio de Sá, Universidade Cruzeiro do Sul, Universidade Norte do Paraná e Faculdade Ruy Barbosa (Salvador) são algumas das instituições de ensino superior extremamente qualificadas e que são aliadas do Prouni.

Para inscrever-se no processo seletivo e saber quais universidades possuem bolsas de estudos remanescentes, o aluno deverá acessar o siteprouni.mec.gov.br e assim obter todas as informações necessárias à inscrição.

Vivaldo Pereira da Silva


Se você mora em São Paulo e está querendo ingressar em um curso de graduação, no entanto, não tem dinheiro para pagar os custos de um curso de nível superior, não perca esta chance. As Instituições da Cruzeiro do Sul Educacional estão oferecendo bolsas de estudo de até 100% para pessoas que tenham feito a prova tradicional do processo seletivo tradicional.

Para concorrer a uma das oportunidades é necessário que o estudante tenha conseguido uma pontuação superior a 75 pontos. A prova tradicional será aplicada no dia 8 de fevereiro, no período matutino a partir das 10h. Ela deverá ser aplicada em todos os campi da instituição. No momento de ingressar no local da prova, o candidato precisará mostrar o seu documento de identidade com foto e também um comprovante de inscrição.  

Os interessados em concorrer a uma das bolsas que cumprirem com o requisito citado anteriormente, deverão fazer a sua inscrição até o dia 4 de fevereiro. Se o candidato for beneficiado  por uma das bolsas, ele deverá iniciar o seu curso ainda no primeiro semestre deste ano.  

O Grupo Cruzeiro do Sul educacional é formado pela Universidade de Franca, Universidade Cidade de São Paulo, Universidade Cruzeiro do Sul, Centro Universitário do Distrito Federal, Universidade Módulo.  

Além destas bolsas que contemplam o bom rendimento e desempenho na prova tradicional, outras formas de ingresso são aceitas nas Instituições do Grupo. 

O estudante pode solicitar uma prova agendada. Nesta modalidade, o interessado solicita uma data (uma das quais estejam disponíveis) para realizar a prova. Também o interessado em ingressar em um dos cursos poderá tentar o ingresso via Exame Nacional de Ensino Médio, no qual o resultado do Enem é usado para a seleção dos candidatos.  

As Instituições do Grupo Cruzeiro do Sul permitem o financiamento estudantil, o FIES. O estudante poderá solicitar o financiamento antes mesmo de realizar a matrícula no curso de ensino superior. 

Por Melina Menezes





CONTINUE NAVEGANDO: