Saiba aqui mas detalhes sobre o Intercâmbio durante o Ensino Médio.

Sonho de muitos jovens, mas principalmente dos pais, um período de estudos no exterior pode ser uma experiência fundamental na vida de um estudante. Uma das modalidades mais procuradas de intercâmbio é o que ocorre durante o High School, atendendo alunos do Ensino Médio com idades que variam entre 14 e 18 anos. Este intercâmbio pode durar 06 meses ou período superior.

Todavia, para enviar os filhos para essa experiência é preciso planejamento. As famílias devem fazer intensas pesquisas sobre o tema, encontrar uma agência e analisar as possibilidades oferecidas. Em média, esse processo pode durar entre 18 e 24 meses.

Destino

A primeira decisão deve ser sobre qual será o destino em que o estudante realizará o intercâmbio. Essa escolha irá influenciar na escolha da agência que será contratada. E, claro, é um ponto de partida fundamental. A língua em que o estudante fará imersão, os costumes, o tipo de instituição de ensino… são vários os fatores que serão definidos por esta escolha. Muitos pais não só escolhem o país como também a região, o tipo de ensino e em qual instituição de ensino o filho deverá estudar.

Orçamento

O destino, evidentemente, não é uma escolha exclusiva do gosto dos pais. O orçamento também é fundamental para definir esse tema. Há países cujo custo para enviar um estudante é mais alto, como Noruega e Suíça. Já Estados Unidos, Austrália e Canadá são destinos mais acessíveis.

A variação nos orçamentos é grande quando se trata de intercâmbio. Períodos de imersão de seis meses podem custar a partir de R$ 35 mil. Já períodos maiores, tal como escolas e regiões mais caras podem fazer o pacote de intercâmbio custar até R$ 500 mil.

As agências comumente fecham o preço do intercâmbio no momento da assinatura do contrato. Portanto, os pais irão arcar com um valor pré-definido, em reais. Independente de fatores externos, como a variação do câmbio, o valor pago será o acordado no documento. Ainda assim, é recomendável que os pais enviem uma mesada aos filhos de US$ 400,00 aproximadamente, para que eles possam arcar com despesas eventuais.

Tipo de escola

O custo da experiência terá variação também de acordo com a instituição de ensino escolhida. Escolas públicas, geralmente mais tradicionais, impactarão menos no valor do pacote, uma vez que não haverá gastos com mensalidade escolar. É uma escolha muito comum para famílias que enviam os filhos para o intercâmbio com o objetivo de que eles obtenham fluência na língua inglesa. Quando os pais têm algum interesse diverso no período, como preparar os filhos para um curso específico ou ter contato com um determinado tipo de ensino, é mais comum a busca por uma instituição de ensino particular.

Escolas particulares também costumam ter mais atividades extras e um direcionamento específico em seu ensino. Como muitas delas possuem dormitórios para seus estudantes, os alunos irão permanecer lá praticamente de forma integral.

Enviar o filho para uma escola particular, evidentemente, sai mais caro. Inclusive, por serem muito requisitadas, é comum haver listas de espera. Dessa forma, os pais deverão se programar com maior antecedência.

Tempo

O intercâmbio é o com duração de 06 meses, principalmente por ter um valor menor. Mas há também quem prefira o intercâmbio de 01 ano, para os filhos vivenciarem um período letivo completo na experiência. Há ainda a possibilidade de estender ainda mais o período, até completar 03 anos.

Documentos

Além desses aspectos, há assuntos burocráticos que deve ser observados antes de enviar os filhos para o intercâmbio. Além do passaporte, item necessário para deixar o país, há o visto, autorização para entrar no destino escolhido. Os vistos mais comuns para os intercambistas são os de tipo F1 e J1.

Idade

Outro aspecto que merece ser cuidadosamente planejado é a idade para enviar o estudante no intercâmbio. Os que vão mais tarde, no último ano do Ensino Médio, terão maior maturidade para lidar com a experiência. Todavia, eles retornarão ao Brasil já no momento de prestar vestibular e talvez não terão a preparação ideal para fazer a prova.

Por outro lado, enviar o filho antes, nos primeiros anos do Ensino Médio, não tem tanto impacto na preparação para ingressar no ensino superior. Entretanto, talvez a maturidade do jovem não seja ideal para aproveitar o período no exterior da melhor maneira. Dessa forma, é fundamental planejar e, sobretudo, conhecer os objetivos e perfil de seu filho.

Por Luís Fernando Santos


Confira aqui os tipos de bolsas de estudo ofertados na Alemanha.

Muitos estudantes, ao longo de sua carreira acadêmica, passam a considerar as possibilidades de cursar semestres de estudos ou até mesmo uma graduação inteira em outros países do mundo. E o entusiasmo não é à toa: muitos países oferecem grandes oportunidades de intercâmbios com bolsa para as melhores universidades do mundo. Um desses países é a Alemanha, que conta com instituições de alta qualidade e gratuitas. Se você almeja uma oportunidade como essa, continue lendo e descubra três diferentes tipos de bolsa de estudos que podem te levar até a Alemanha para estudar.

– Bolsas oferecidas pelo governo alemão (DAAD)

A sigla corresponde ao Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (em alemão). No site da organização é possível obter informações sobre as diversas bolsas de estudos oferecidas pelo governo alemão e suas especificidades. As bolsas irão ter sua duração, valor, área de interesse e nível de escolaridade de acordo com a região e instituição a qual estão vinculadas. Além disso, é possível obter no site informações sobre bolsas oferecidas por organizações externas.

– Bolsas oferecidas por organizações não governamentais e agências

Algumas organizações possuem objetivos específicos e, para atingi-los, oferecem bolsas para estudantes estrangeiros. Um exemplo é a Fundação Heinrich Böll, que disponibiliza para os estudantes financiamentos para programas de doutorado, pós-graduação e graduação.

Para se inscrever basta seguir os passos online no site oficial da instituição, lembrando que as inscrições ocorrem duas vezes por ano. É importante ressaltar que as bolsas contemplam todas as áreas de estudo, mas devido os princípios da associação, o foco principal para o tema de pesquisas costuma girar em torno de direitos humanos, sustentabilidade, democracia e ecologia.

– Bolsas de estudos oferecidas por universidades alemãs

As universidades alemãs não ficam de fora ao auxiliar estudantes estrangeiros que buscam a oportunidade de estudar na Alemanha. Há tanto bolsas, como financiamentos que buscam auxiliar o estudante a custear suas despesas no país.

Um dos maiores exemplos de universidades que oferecem esse auxílio é a RWTH Aachen University, que está entre as 100 melhores universidades do mundo. As bolsas são oferecidas para diversas áreas contempladas pelos cursos disponíveis na universidade, sendo eles: Engenharia Mecânica, Ciências Naturais, Matemática, Ciências Sociais, Engenharia da Computação, Engenharia Civil, Arquitetura e Medicina.

Não perca a chance de obter uma experiência única visitando outro país e entrando em contato com diferentes culturas. Visite os sites oficiais das instituições para maiores informações.

Carolina B.


Programa oferece 80 bolsas de estudo em 35 universidades da Holanda.

Já imaginou estudar na Holanda? Então, aproveite para fazer a sua inscrição e participar da Orange Tulip Schorlarships, por meio da Nuffic Neso Brazil. No total, o programa conta com 80 bolsas que são exclusivas para brasileiros em 35 universidades da Holanda.

Ficou interessado? Podem fazer parte do programa estudantes de graduação, pós graduação, MBA e também a modalidade short degree. Os cursos contemplados envolvem as áreas de administração, artes, comunicação, finanças, ciências humanas, governamentais, entre outras. Além disso, os estudantes poderão contar com bolsas integrais ou desconto no valor da anuidade.

Para participar, é necessário enviar o histórico escolar, currículo, além do certificado de proficiência em inglês. Dependendo da Universidade, poderá ser requisitado documentos complementares ou até mesmo entrevista por meio do Skype, portfólio, entre outros.

Cada curso conta com seu critério específico de participação, por isso, os interessados devem ler com atenção cada detalhe da Universidade que deseja estudar. Desta forma, o interessado deve escolher o programa oferecido pelas Instituições de Ensino e, posteriormente, fazer a sua inscrição. Cada pessoa pode se candidatar em até 04 universidades e não há limite de idade.

As inscrições já estão abertas e os resultados estão previstos para serem divulgados em julho do ano que vem. O prazo de encerramento da inscrição muda de acordo com a Universidade parceira, por isso, os estudantes devem ficar atentos. Os interessados podem clicar neste link https://www.nesobrazil.org/bolsas-de-estudo/orange-tulip-scholarship/processo-de-candidatura para participar do programa. A confirmação será enviada por meio de e-mail.

Por quê estudar fora do País?

Além de conhecer outras culturas e tradições, o estudante poderá melhorar a sua fluência no idioma local e desenvolver novas capacidades e habilidades de trabalho.

A experiência proporciona crescimento pessoal e autonomia, porque o estudante terá que sair da sua zona de conforto para se adaptar em uma realidade diferente da sua. Desta forma, ele vai amadurecer, crescer e se desenvolver. Como consequência, a pessoa tende a se tornar mais ativa e interessada, uma vez que ela terá que correr atrás do conhecimento.

A experiência é um diferencial no currículo, que é valorizado por muitas empresas, sobretudo em programas de trainee.

Por Babi


Feira irá orientar participantes sobre a importância da formação internacional para o desenvolvimento da carreira.

Você já pensou em investir em sua formação internacional? Que tal fazer um intercâmbio para conhecer outras culturas e encarar novos desafios? Para ajudar na tomada de decisão, nos dias 29 e 30 de agosto, a IE Intercâmbio vai promover uma feira de educação em São Paulo. Uma das finalidades é orientar tanto profissionais quanto estudantes sobre a importância da formação internacional para o desenvolvimento da carreira.

A feira é gratuita e vai contar com a presença de empresas internacionais, que são especializadas na área. Além disso, o evento vai contar com palestras sobre o assunto e outro destaque é para a presença do consulado canadense, que vai estar explicando como estudar em universidades ou até mesmo trabalhar no País. Outra participação especial na feira é a presença de blogueiros, que vão conversar e tirar dúvidas dos participantes do evento. O CEO do aplicativo Easy Taxi, Leo Tang, também estará participando do evento e vai contar sobre a sua experiência na Universidade nos Estados Unidos e Austrália.

Ficou com vontade de participar da Feira de Educação Internacional e Carreira? O evento vai ocorrer no Hotel Pestana em São Paulo e a entrada é gratuita. Porém, os interessados devem fazer a sua inscrição no site: www.ie.com.br/feira. O número de vagas é limitado, por isso, não perca essa chance. O Hotel Pestana está situado na Rua Tutóia, 77, no bairro Jardim Paulista.

Por que investir em uma formação internacional?

Um intercâmbio pode abrir muitas portas no mundo corporativo. O mercado busca por profissionais que não tenham medo de desafios e são ousados. Uma vivência em outro país, estimula não só o aprendizado a uma cultura e a um idioma novo, mas, também, o crescimento pessoal. Muitas empresas de trainee, por exemplo, valorizam estudantes que tiveram contatos com outras culturas.

Que tal aproveitar essa oportunidade? Visite a feira em São Paulo, que é gratuita e esclareça as suas dúvidas.

Compartilhe com os seus amigos este evento e sucesso!

Por Babi





CONTINUE NAVEGANDO: