Conheça aqui um pouco mais sobre o Guia do Estudante e todos os serviços que o site oferece.

O Guia do Estudante, da Editora Abril, desenvolve conteúdos específicos sobre carreira, profissões e vestibulares. Também é responsável por divulgar notícias diárias sobre esses temas. Com mais de 3 milhões de seguidores no Facebook, é considerado um dos principais veículos do país no segmento. Confira neste artigo suas principais características e vantagens!

Profissões

Uma das principais funcionalidades do Guia do Estudante é a seção “profissões”. Nela é possível encontrar informações completas sobre todas as áreas do conhecimento. Nesse sentido, dúvidas sobre mercado de trabalho e setores de atuação podem ser facilmente sanadas. Além disso, o site classifica e sugere as melhores instituições de Ensino Superior em cada segmento. Também apresenta a estrutura resumida de cursos na modalidade.

Orientação Profissional

Na parte de “orientação profissional”, o objetivo é o de ajudar leitores a encontrarem uma graduação adequada para cada perfil por meio de conteúdos diversos. Nesse caso, existe ainda a possibilidade de enviar perguntas que serão, futuramente, respondidas por consultores. Por outro lado, o site também lista centros físicos de orientação profissional em todos os estados brasileiros.

Estudos para Vestibular e Enem

Na seção de “estudos”, podem ser encontradas dicas de como se preparar para os principais vestibulares brasileiros. Assim, são abordadas questões específicas que, geralmente, caem nesses processos. Já no menu “Enem”, os leitores têm acesso a notícias e resultados do exame. O site também oferece um curso online voltado para esse objetivo, por R$ 9,90 ao mês.

Bolsas de Estudos

Quem tem interesse em fazer graduação em universidades privadas pode visualizar na guia “bolsas de estudos” uma seleção de instituições que oferecem descontos de até 75%. Para isso, basta informar qual o tipo de curso deseja fazer (graduação ou pós-graduação), área, nome da faculdade de interesse, modalidade (a distância ou presencial) e valor máximo que pode pagar por mês.

Dessa forma, o Guia do Estudante é uma ótima ferramenta para quem deseja ter orientação sobre esses temas. Além de estar no meio digital, é encontrado em formato de revistas físicas, que são divididas entre as linhas de paradidáticos (conteúdos de disciplinas do Ensino Médio) e serviços (informações e guias sobre vestibulares). Elas podem ser adquiridas em bancas de jornal e livrarias.

Você usa o Guia do Estudante? Indica outra funcionalidade do site?

Camilla Silva


Setor de energia eólica está crescendo no Brasil e profissionais da área estão sendo requisitados

Estamos vivendo momentos instáveis na economia brasileira, e devido a  vários problemas enfrentados  a  energia tem  sido um dos principais pontos a serem abordados, pois nesse primeiro trimestre tivemos um aumento elevado na conta de energia.

Mas está  surgindo um  escape, ou podemos dizer que seja uma aposta, mas já está valendo desde que  tenhamos uma solução.

A energia eólica  é uma das propostas para o setor energético brasileiro nos próximos anos.

Junto com ela cresce a  demanda de  Engenheiros  Eólicos, uma  ramo pouco explorado na Engenharia, mas  com boas perspectivas de ascensão.

A energia eólica, nada mais é do que a transformação do vento em energia, como elétrica e mecânica.

Fatores como a crise hídrica dos últimos dois anos têm impulsionado o setor.

Acredita-se que em 2015 a oferta de energia eólica no Brasil deve crescer cerca de 60%, segundo a Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeeolica).

Regiões como  o Nordeste e o Vale do São Francisco, que  concentram grandes partes das usinas eólicas, apresentam as melhores oportunidades para quem pretende se dedicar ao setor.

Instituições como o SENAI oferecem o curso de especialização  em energia eólica voltada para  formados em nível técnico e  superior.

O curso no  SENAI possui  carga horária de 172 horas e  contemplam disciplinas como fundamentos de  geração eólica, manutenção de turbinas e  engenharia civil na construção de parques eólicos.

O engenheiro especialista poderá trabalhar em  todas as  fases de  desenvolvimento  de uma  usina eólica, desde a  pesquisa das melhores áreas para a instalação até mesmo contribuir para os processos de operação e manutenção de máquinas instaladas.

A profissão está em expansão, do mesmo modo que a fonte eólica e a perspectiva é que  cresça expressivamente  nos próximos anos.

Apesar da  formação  básica  estar  ligada  às  engenharias  tradicionais, como  Civil,  Elétrica e Ambiental, os profissionais devem ter conhecimentos específicos dos dispositivos das máquinas.

É necessário estar atento  às  tendências do setor elétrico, pois existem diversos cursos no Brasil e no exterior com  foco na energia eólica, pois o ramo está buscando profissionais qualificados.

Por André Escobar


Resumidamente podemos dizer que a Engenharia Elétrica é a área de conhecimento cujo principal foco é o desenvolvimento de dispositivos eletroeletrônicos para diversos setores como os de computação, telecomunicações, eletrônica e robótica dentre outros.

Além disso, a Engenharia Elétrica também estuda a distribuição, a recepção e a transmissão de energia elétrica nos mais variados setores das termelétricas, hidrelétricas e subestações. Nesse processo também estão incluídos os sistemas responsáveis pelos mesmos.

O profissional que atua na área de Engenharia Elétrica irá desempenhar suas funções na criação de projetos de sistemas que envolvem automação, medição, máquinas, instrumentação e controle de linhas de produção entre outros. Esse profissional também poderá participar do processo que envolve a construção de usinas hidrelétricas, nucleares e termelétricas. Sendo que neste caso, ele poderá atuar como orientador e supervisor das tarefas que são relacionadas ao campo de eletroeletrônica e eletrônica.

– Para que tipo de profissional é indicado o curso de Engenharia Elétrica?

Um dos principais pontos para aquele que quer cursar Engenharia Elétrica é ter um bom raciocínio no que diz respeito a conhecimentos científicos, física e mecânica. No mais, é muito importante que o estudante também tenha um domínio muito bom de cálculo, seja concentrado, dedicado e tenha gosto em trabalhar com pesquisas e estudos dentre diversos outros aspectos.

Já em relação ao curso em si podemos dizer que ele é centrado nas disciplinas de informática, economia, administração, física e principalmente matemática. O aluno, já no início de sua graduação irá passar por uma série de aulas práticas que são feitas por meio de experimentos realizados em laboratórios próprios para este fim. Com o decorrer do tempo e aquisição de conhecimentos os alunos então, passarão a desenvolver seus próprios projetos como sistemas digitais, materiais elétricos, sistemas elétricos e etc.

O curso de bacharelado em Engenharia Elétrica tem uma duração aproximada de 10 semestres.

No que diz respeito ao mercado de trabalho a maior parte das oportunidades de emprego são oferecidas por concessionárias de energia, empresas que trabalham com tecnologia da informação e construtoras. No caso do Brasil as regiões que mais concentram vagas são a Sudeste e Sul. Isso porque são nelas que se encontram os maiores polos industriais do país.

Continue ligado em nossas publicações diárias e fique por dentro de tudo que for novidade no mercado de trabalho.

Por Denisson Soares


Estamos presenciando um momento favorável acerca de admissões de engenheiros para os empregos. Essa profissão está em alta e um relatório feito pelo Instituto de Pesquisas Econômicas aplicada (IPEA) confirma essa informação.

Tal documento afirma que o Brasil precisará até o ano de 2020 de 600 mil a 1,15 milhões de profissionais para atender as demandas das indústrias. Essa situação é a nível mundial.

A escassez desses profissionais se explica pelo fato de ocuparem outras posições no mercado de trabalho diferente de sua área. Isso ocorre por causa da acentuada competência de liderança que os profissionais de engenharia adquirem e aplicam com mais facilidade em qualquer segmento empregatício. Pois, profissionais com características de liderança, o mercado tende a absolver com maior rapidez.

Além disso, é uma carreira que contém oportunidades em outros países e, por isso, alguns estudantes procuram cursos no exterior, com expectativas de proposta de emprego em outros locais e/ou multinacionais.

A profissão exige que o candidato seja competente em aplicar tecnologias, porém, que trabalhe em equipe, item importante e cobrado pelas empresas.

O trabalho em equipe influencia na qualidade da execução das tarefas e impõe mais disciplina aos colaboradores. Além de boa relação interpessoal, que é necessário para realizar tarefas em equipe. Portanto, desenvolver a comunicação também é importante para os profissionais da engenharia.

A empregabilidade destes profissionais deve aumentar nos próximos dez anos para atender as necessidades humanas nas áreas da indústria, serviço, saúde, infra-estrutura, meio ambiente, energias e muitas outras.

Cabe às universidades e órgãos de ensino competentes na formação desses profissionais se especializarem e focarem em ministrar o melhor conteúdo e técnicas para os estudantes dessa profissão fascinante.

Por Railson Tomás de Araújo Lopes


Acredito que seja praticamente unânime o gosto das pessoas pelo cinema. Essa sensação de estar vivenciando uma história que muitas vezes se confunde com a nossa ou até mesmo de algum amigo, pessoa próxima ou de uma história que você já escutou a respeito. Sem dúvida esse outro mundo nos leva a esquecer até mesmo nossa própria vida para apreciar o cotidiano mostrado de forma lúdica. O profissional que nos permite viver essa percepção da vida é o Cineasta.

Esse profissional não está unicamente ligado ao cinema, em longa-metragem e curta-metragem, pois trabalha na área de propaganda comercial também. Além disso, ele cuida de roteiros, produção, direção e arte. De fato é uma profissão que tem áreas bem abrangentes, não se prendendo apenas a uma opção.

A verdade é que, para ser Cineasta não precisa ter cursado a faculdade de cinema, porém o interessado deve ter um domínio para executar a profissão com destreza. Aos que buscam a faculdade para aprender e desenvolver a arte de forma orientada, a duração do curso é de quatro anos e você pode optar por Cinema Audiovisual ou por Cinema de Animação. A primeira possui mais enfoque no cinema, comunicação, direção de atores, câmeras, escolha do melhor cenário, música para compor as cenas. Já a segunda opção é praticamente 100% digital, com direcionamento para a parte de programação e a parte prática.

O mercado de trabalho no Brasil está em alta e oferece grandes oportunidades para o profissional. Então se você se interessou e pensa em cursar a faculdade de Cinema, os vestibulares mais procurados e requisitados encontram-se na região sudeste. Não perca tempo e invista nos seus sonhos.

Cabe lembrar que para ser um bom Cineasta é necessário bastante leitura e um bom domínio acerca dos roteiros televisivos. Sem dúvida, alguns cursos extras serão o diferencial para quem deseja se destacar nesse mercado.

Por Luciana Viturino


Sem sombra de dúvidas Engenharia Civil sempre foi e continua sendo uma das profissões de maior destaque e um dos vestibulares mais concorridos dos últimos tempos. Podendo o profissional atuar em projetar, fiscalizar e supervisionar obras, construção de viadutos, rodovias e afins. Para desempenhar a profissão com maestria, requer que o interessado por essa profissão tenha uma afinidade com cálculos e com os números, pois é a partir de cálculos que se chegará à precisão para que o projeto a ele encarregado seja totalmente funcional sem gerar danos futuros.

Apesar da grande responsabilidade, já que lida com construção, melhoramento e funcionalidade para a vida urbana (como as construções de grandes viadutos para “desafogar” o tráfego) e não somente para um pequeno grupo de pessoas, esse profissional vem investindo em especialização, cursos que envolvem sempre a tecnologia direcionada sempre para sua área de atuação, dessa forma buscando um resultado expressivo e consagrando-se mais em sua profissão.

A duração do curso de Engenharia Civil é de 5 anos, por muito tempo esse foi um curso dominado por homens, contudo o interesse pela profissão foi aumentando e hoje podemos encontrar milhares de garotas com a mesma vontade, capacidade e desenvolvimento para atuar na área ou estudando ou já formadas na área e comandando obras.

No Brasil anualmente sai das faculdades cerca de 40 mil profissionais, e você pode até pensar que seja um número significante, mas saiba que o mercado para ser satisfeito deveria formar quase o dobro, isso tudo devido à carência de Engenheiros Civis.

É perceptível que a profissão de Engenheiro Civil tem o seu encantamento e que o número de engenheiros aumente com o passar dos anos, e isso é imprescindível, pois garante o desenvolvimento e o crescimento de forma benéfica, já que o próprio governo tem programas variados que necessitam demasiadamente desses profissionais. A concentração de maiores oportunidades para esses profissionais está na região sudeste, mais precisamente em São Paulo.

Por Luciana Viturino


A profissão de Dentista tem destaque desde a Grécia antiga onde há relatos históricos de pessoas com dores de dentes e o responsável para sanar essas dores existentes eram os chamados barbeiros. Com o passar das décadas essa profissão esteve muito ligada com grande profundidade à medicina, e apenas no século XVIII, é que essas duas profissões foram diferenciadas e podendo a Odontologia aprofunda-se nos estudos e especializações e surgindo faculdades para os interessados nessa área.

O curso tem duração de 5 anos, contando que nos últimos períodos é realizado o estágio obrigatório com o monitoramento dos professores responsáveis para a execução dos procedimentos. A maioria dos estudantes de Odontologia descobrem a área que querem seguir a partir do estágio proporcionando na própria faculdade onde o aluno tem de fato o contato com a prática que o deixa preparado para situações encontradas depois do término do curso.

Aquela velha ideia que dentista é o que apenas arranca os dentes é de fato ultrapassada, podendo hoje em dia se especializar nas mais variadas áreas como é o caso restauração de dentes, a parte de próteses, implantes dentários, endodontia, etc. Essas especializações somente trazem benefícios para os pacientes, que terão tratamentos menos dolorosos, mais rápidos, e com melhores resultados. A maioria dos formados nas áreas atua em clínicas particulares ou em Prefeituras onde esse serviço é gratuito disponibilizando Às pessoas que não tenham condições do tratamento a realizarem de forma eficiente.

A partir do demonstrado é natural que passemos a perceber que trata-se de um linda profissão, pois não basta somente a preocupação em reparar um dente, ou arrancar, e sim cuidar de tudo que engloba a face, trazendo para as pessoas que procuram esses profissionais uma maior segurança e autoestima para encarar a vida sobre uma nova ótica. Ao torna-se um profissional dessa área não deve ter em mente somente a finalidade de execução do bom serviço, mas também a delicadeza de perceber que terá uma participação fundamental na mudança de vida da pessoa que receberá o tratamento.

Por Luciana Viturino


Já pensou em se tornar um Bibliotecário e ficar o dia inteiro em contato com livros? Se sim, fique atento, pois vamos dar algumas dicas valiosas a você que pretende seguir carreira como Bibliotecário. Mas saiba que você precisa gostar muito de estar em contato com livros, leitura e ambiente silencioso.

Mas, o que faz um Bibliotecário? Ele é o profissional que organiza o acervo de bibliotecas. Para tanto, ele precisa conhecer muito bem onde fica cada livro e ser bastante organizado. Além disso, ajudar a manter os livros em ótimo estado é outro fator preponderante. Mas não é só isso, o bibliotecário também pode trabalhar no ramo de pesquisa ou elaborar recursos informacionais, ações educativas e projetos de informação digital.

Para ser um Bibliotecário é necessário ter curso em Biblioteconomia, o qual tem duração de 4 anos. As principais disciplinas do curso são: história da ciência e tecnologia; linguística e documentação; comunicação e expressão; sistemas e métodos; linguagens documentárias; geração e uso de base de dados; política de informação tecnológica industrial; gerenciamento em informação empresarial; indexação e resumo. Para exercer a profissão o graduado precisa registrar-se no Conselho Regional de Biblioteconomia (CRB).

As principais características de um bibliotecário são: proatividade, capacidade de observação e organização, detalhista, interesse por diferentes culturas, boa memória, capacidade para lidar com público e dinamismo.

As principais tarefas que um Bibliotecário desenvolve é analisar livros, revistas, documentos, fotos, filmes e vídeos. Realizar arquivamento, restaurar, encadernar e zelar por eles, manter banco de dados, organizar sites de informação, prestar consultoria e assessoria com as informações necessárias, recuperação de informações, entre outros.

O mercado de trabalho está em alta, haja vista a necessidade de pessoas no setor e grande parte das ofertas encontra-se no setor público, como é o caso da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro. Já em São Paulo, a maior parte dos Bibliotecários trabalha em bibliotecas privadas. 

Por Luciana Viturino


Você já pensou sem e tornar um Acupunturista? É isso mesmo, aquele que pratica a medicina alternativa chinesa e pratica a acupuntura. É um ótimo ramo e está em alta, haja vista os grandes benefícios que a prática tem fornecido à população. Mas você pode estar se perguntando o porquê de a acupuntura ser tão benéfica assim. Eu digo que é por que ela trabalha com estímulos específicos em determinadas regiões do corpo e assim, os neurotransmissores agem como as serotoninas e as endorfinas, o que normaliza diferentes funções do corpo.

Na maioria das vezes a acupuntura ocorre com agulhas, raios lasers ou microcorrentes elétricas. Cabe lembrar que todos os aparelhos utilizados são esterilizados e muitos profissionais da saúde afirmam que o método é excelente para complementar qualquer tipo de tratamento.

Sendo assim, você precisa ficar atento às características que um profissional precisa ter, sendo elas: sensibilidade, atenção aos detalhes, boa visão, ser detalhista, capacidade de concentração, facilidade em lidar com agulhas e objetos cortantes, interesse pela cultura oriental e pela medicina, raciocínio lógico e rápido, e firmeza nas mãos.

Mas você deve estar se perguntando: qual curso eu preciso ter para me tornar um acupunturista? Bom, para ser um profissional de acupuntura, então você precisa ser formado em uma das seguintes áreas: Medicina, Farmácia, Fisioterapia, Psicologia, entre outros e se especializar na área. Cabe ressaltar que pessoas com ensino médio completo também podem se tornar acupunturistas e para isso basta que façam o curso Técnico de Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa. O método é indicado para diversos casos, como dores de cabeça; processos agudos e crônicos de dor; insônia e ansiedade; dores na cervical, ombro e cotovelo; lesões nas articulações; traumatismos; tendinites; problemas digestivos; problemas pulmonares e alérgicos; lesões esportivas; pré e pós-operatório; problemas ginecológicos; estresse; lombalgias; entre várias outras funções.

Entretanto, o mercado nessa área tem crescido bastante nos últimos anos e vem ganhando cada vez mais credibilidade.  

Por Luciana Viturino


Quando somos crianças uma pergunta frequente é o que seremos quando crescer, e muitas vezes as respostas são óbvias, quando crescemos analisamos alguns fatores antes de escolher a área que vamos atuar, e ser um Juiz de Direto muitas vezes entra na lista de possibilidades de quem se simpatiza com a área da justiça.

Mas quem são os Juízes? São agentes concursados do poder da Justiça e carregam consigo a responsabilidade de julgar diversas demandas que geralmente são impostas por interesses e conflitos entre pessoas. É importante para o juiz, velar por uma solução rápida em todos os processos, e também prevenir e reprimir todo e qualquer ato que atente à dignidade da justiça e das pessoas. Antes de entrar na área, é preciso ter o conhecimento de algumas qualidades básicas que um juiz tem que ter, como o gosto pela leitura, uma boa memória, autoconfiança, autocontrole, capacidade de análise, comunicação, síntese, equilíbrio, sensibilidade, coragem, isenção.

Se você se identificou com todas ou a maioria desses adjetivos é um bom indicativo que você pode entrar nessa carreira.

Para se tornar um Juiz é preciso primeiramente ter o diploma de bacharel em Direito e depois prestar o concurso de ingresso na magistratura para juiz.

O concurso cobra um conhecimento aprofundado das matérias judiciais para a realização de provas escritas e orais. Para concorrer ao cargo é preciso ter um prazo mínimo de três anos atuando em alguma atividade jurídica. As atividades dos Juízes no dia a dia são variadas, examinando os autos de processos, proferindo despachos indicando as exigências que tem que ser cumpridas antes de qualquer julgamento, julgando processos, sentenciando nos julgamentos.

Toda a função de Juízes é dividida de acordo com o tema do Direito em questão, por exemplo: a Justiça comum Federal é composta pelos Juízes Federais e Desembargadores do Tribunal Regional Federal; a Justiça comum Estadual é composta pelos Juízes Estaduais e Desembargadores do Tribunal de Justiça; a Justiça do Trabalho é composta por Juízes do Trabalho e a Justiça Eleitoral é composta pelas juntas eleitorais e pelo Tribunal Regional Eleitoral. 

Por Paulo Victor Bragança


A Oftalmologia está bem presente na vida de todas as pessoas que se preocupam com a sua saúde, e é uma das áreas da saúde mais presente no cotidiano das pessoas. Quem nunca se consultou com um médico oftalmológico?

O Profissional de Oftalmologia é o médico que trata de todas as informações do sistema visual e atua no diagnóstico e tratamento de doenças e todos os tipos de erros de retração ocular. 

Se você tem algum interesse em ingressar na área é importante ressaltar algumas características necessárias que o profissional Médico Oftalmológico precisa ter: é importante ter simpatia com a medicina, aliado a capacidades de observação, organização, responsabilidade, proatividade, sensibilidade, paciência e autocontrole.

Para se tornar um Médico Oftalmológico é obrigatório obter um diploma de curso superior em Medicina que tem a duração de aproximadamente seis anos, e logo depois de se graduar na área é preciso que se faça uma especialização na área de Oftalmologia. O profissional de medicina tem que estar em constante aprendizado mesmo depois de formado, e se atualizar constantemente através de cursos, assim ele estará sempre ciente de novas técnicas e métodos de tratamentos.

Mas às vezes você pode estar se perguntando, o que um Médico Oftalmológico realmente faz no seu dia a dia? Bom, o médico realiza consultas que muitas vezes envolve perguntar sobre histórico familiar de doenças no olho, acompanha desenvolvimentos de tratamentos, realiza exames oftalmológicos para a indicação do uso de óculos ou lentes, prescreve tratamentos e mais uma infinidade de ações do dia a dia.

O mercado de trabalho sempre está aberto para a área, tanto a rede pública quanto a particular demandam muito desses profissionais, a dica principal para permanecer no mercado é estar em constante atualização, pois a medicina não para.

Dentro da área oftalmológica há ainda várias áreas para especializações, como plásticas oculares, doenças orbitárias, estrabismo, glaucoma, catarata, retina, cirurgia refrativa, oftalmoacupuntura. É indicado que se pesquise bem antes de se decidir em qual carreira ingressar, mas inegavelmente a área oftalmológica é uma boa. 

Por Paulo Victor Bragança





CONTINUE NAVEGANDO: