Prazo de inscrições vai até o dia 9 de maio de 2018.

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) é uma instituição pública de ensino superior fundada em 1969, no estado do Paraná. Desde essa época vem abrindo cada vez mais cursos, que formam milhares de pessoas ao ano. O sistema de ingresso da UEM é através do vestibular, que pode ser realizado no meio do ano, chamado vestibular de inverno, ou no fim do ano, chamado de vestibular de verão.

Nesta semana, a UEM abriu as inscrições para o seu Vestibular de Inverno do ano de 2018. O candidato pode realizar sua inscrição durante o período entre os dias 9 de abril e 9 de maio, através da internet, pagando o valor de R$ 150,00 de taxa de inscrição.

São um total de 1.492 vagas para cursos de graduação, tendo 287 vagas reservadas para cotas. Os cursos abrangem diversas áreas do conhecimento e são ministrados nos câmpus das cidades de Cianorte, Cidade Gaúcha, Ivaiporã, Maringá e Umuarama.

Dentre os cursos oferecidos pela UEM, estão Administração, Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais, Biomedicina, Bioquímica, Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Ciências Econômicas, Ciências Sociais, Comunicação e Multimeios, Design, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharias (Agrícola, Ambiental, Civil, de Alimentos, de Produção, Mecânica, Elétrica, Química e Têxtil), Estatística, Farmácia, Filosofia, Física, Geografia, História, Informática, Letras (Inglês, Português e Francês), Matemática, Medicina e Medicina Veterinária, Moda, Pedagogia, Psicologia, Química, Secretariado Executivo, Serviço Social, Tecnologia em Alimentos, Tecnologia em Biotecnologia, Tecnologia em Construção Civil, Tecnologia em Meio Ambiente e Zootecnia.

Isenção da Taxa de Inscrição

Quanto aos candidatos que possuem inscrição no CadÚnico do Governo Federal e que apresentam renda familiar de até meio salário-mínimo per capta, eles têm a opção de solicitar isenção de taxa de inscrição no período compreendido entre os dias 10 e 18 de abril. Basta preencher o formulário que a universidade disponibiliza, imprimi-lo e entregar em algum dos câmpus da UEM, junto com documentos que comprovem que o candidato atende os pré-requisitos para isenção.

Até o dia 30 de abril será divulgada a lista com os candidatos deferidos para isenção, disponibilizando também dois dias para que os indeferidos entrem com recursos. No dia 9 de maio será divulgada a lista final de isenção, os candidatos isentos já estarão inscritos, de forma automática, no vestibular, porém, os candidatos com isenção indeferida, que ainda desejam realizar o vestibular, deverão se inscrever normalmente e realizar o pagamento da taxa de inscrição até o dia 11 de maio.

A Prova

Os locais em que se irão realizar as provas serão divulgados no dia 22 de junho. As provas serão aplicadas nas datas de 22, 23 e 24 de julho, no horário que vai das 08:50 às 13:00. São duas provas de 40 questões objetivas (ou seja, de alternativas), uma prova com 20 questões e uma redação. Veja a seguir o cronograma de aplicação das provas:

  • Dia 22 de julho: prova de Conhecimentos Gerais;

  • Dia 23 de julho: prova de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Literatura e Redação;

  • Dia 24 de julho: prova de Conhecimentos Específicos (eles variam de acordo com o curso em que o candidato faz opção na inscrição).

De acordo com o Edital do Vestibular de Inverno da UEM, na data de 30 de agosto será publicado o resultado dos exames. Tanto os prazos quanto os procedimentos de matrículas serão divulgados pela universidade posteriormente.

Para realizar inscrição, basta ir até o site, preencher seus dados pessoais e realizar o pagamento da taxa. Não se esqueça de ler o Edital completamente antes de realizar a inscrição.

Para ter acesso a outras informações, visite o site da Universidade.

Aurenivia Alves Pereira


Confira aqui a lista de estudantes que passaram no Vestibular UEM 2018.

Algumas instituições de ensino superior no Brasil ainda realizam o vestibular como processo seletivo para a admissão dos novos alunos. E uma das faculdades que utilizam esse método é a Universidade Estadual de Maringá, a UEM, no estado do Paraná. A universidade divulgou, na última semana do mês de janeiro de 2018, a lista com o nome dos candidatos aprovados em seus três últimos processos seletivos realizados em 2017. Confira agora todas as informações.

Lista com o nome dos aprovados

As listas com o nome dos aprovados nos três processos admissionais foram divulgadas no dia 30 de janeiro de 2018. Veja abaixo o link para cada uma delas:

Vestibular de Verão: http://www.cvu.uem.br/14/resultado/aprovados.html.

Vestibular de Ensino a Distância (EAD): http://www.cvu.uem.br/16/resultado/aprovados.html.

Processo de Avaliação Seriada (PAS): http://www.cvu.uem.br/13/resultado/etapa3_aprovados.html.

Para qualquer uma das listas, o candidato precisa clicar no curso no qual se inscreveu e conferir se o seu nome consta.

Informações sobre os três processos seletivos

O órgão responsável pela seleção de novos alunos da UEM definiu que para a escolha dos novos estudantes da instituição, a triagem dos candidatos seria realizada de três formas diferentes: Vestibular de Verão; Vestibular de Ensino a Distância (EAD) e o Processo de Avaliação Seriada (PAS). Todas essas etapas foram realizadas no ano passado.

– Vestibular de Verão:

Para este processo seletivo foram oferecidas cerca de 1.518 vagas, sendo 287 oportunidades destinadas para candidatos cotistas. As vagas eram para os seguintes cursos superiores: Zootecnia, Tecnologia em Meio Ambiente, Tecnologia em Construção Civil, Tecnologia em Biotecnologia, Tecnologia em Alimentos, Serviço Social, Secretariado Executivo Trilíngue, Química, Psicologia, Pedagogia, Odontologia, Música, Moda, Medicina Veterinária, Medicina, Matemática, Licenciatura Plena em Ciências, Letras, Informática, História, Geografia, Física, Filosofia, Farmácia, Estatística, Engenharia Têxtil, Engenharia Química, Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica, Engenharia de Produção, Engenharia de Alimentos, Engenharia Civil, Engenharia Ambiental, Engenharia Agrícola, Enfermagem, Educação Física, Direito, Design, Comunicação e Multimeios, Ciências Sociais, Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Ciências Biológicas, Ciência da Computação, Bioquímica, Biomedicina, Artes Visuais, Artes Cênicas, Arquitetura e Urbanismo, Agronomia e Administração de Empresas.

Para esta modalidade, os candidatos foram submetidos a três provas: avaliação de conhecimentos gerais; avaliação de língua portuguesa/ estrangeira, redação e, por fim, uma prova de conhecimentos específicos. Confira o que foi cobrado em cada teste:

Avaliação de conhecimentos gerais: 40 perguntas sobre: Sociologia, Química, Matemática, História, Geografia, Física, Filosofia, Biologia e Artes.

Avaliação de Português: 05 perguntas de Língua Estrangeira; 05 perguntas de Literatura e 10 perguntas de Língua Portuguesa e Redação.

Avaliação de conhecimentos específicos: para cada curso foi selecionada duas matérias específicas. Essa prova também contou com 40 questões. Sendo ela composta por 20 perguntas de cada matéria. Por exemplo, para o curso de Administração, os candidatos responderam 20 perguntas sobre História e 20 sobre Matemática.

As avaliações aconteceram nos dias 10, 11 e 12 de dezembro de 2017.

– Vestibular de Ensino a Distância (EAD):

Já para este processo foram disponibilizadas 1.350 vagas, sendo 270 oportunidades para cotistas. As vagas eram para as seguintes graduações: Tecnologia em Gestão Pública (Tecnólogo), Ciências Biológicas (Licenciatura) e Administração Pública (Bacharelado).

Para o Vestibular EAD, os candidatos também foram avaliados da mesma forma que a do Vestibular de Verão (presencial). Só que a prova de conhecimentos gerais contou com apenas 19 questões, a de Português foi composta por 07 de Língua Portuguesa e 04 perguntas de Literatura. Por fim, a de conhecimentos específicos contou com 10 questões, também levando em consideração dois conteúdos específicos.

As provas aconteceram no dia 19 de novembro de 2017.

– Processo de Avaliação Seriada (PAS):

Os estudantes do ensino médio da cidade de Maringá podem pleitear uma vaga na universidade, realizando a cada ano do ensino médio uma prova. Para esta terceira avaliação, só participaram os alunos aprovados nas provas anteriores. Foram oferecidas 752 vagas apenas para ampla concorrência.

Para o PAS os cursos oferecidos eram os mesmos do Vestibular de Verão. Para esta última etapa do processo seriado, os alunos responderam 19 questões de conhecimentos gerais (com os conteúdos descritos na prova do Vestibular de Verão), 07 de Língua Portuguesa e Literatura , 04 perguntas de Língua Estrangeira e 10 de conhecimentos específicos, sendo essa também seguindo os critérios de duas matérias específicas, sendo 5 perguntas a respeito de cada uma.

As avaliações aconteceram também na data de 19 de novembro de 2017.

Inscrições e outras informações para os calouros

Os novos alunos da UEM devem realizar suas inscrições nos dias 05 e 06 de fevereiro. O ano letivo começa em 12 de março de 2018. Para realizar a inscrição, acesse: http://www.cvu.uem.br/. Clique sobre o quadro de qual processo seletivo o aprovado participou. No início da página clique em “Inscrições”. Boa sorte!

Isabela Castro.


Provas serão realizadas entre os dias 10 e 12 de dezembro de 2017.

As provas, que serão aplicadas para o processo seletivo da Universidade Federal de Maringá, ocorrerão nos dias 10 (domingo), 11 (segunda-feira) e 12 (terça-feira) do mês de dezembro, das 9:00h às 13:00h.

A Universidade já disponibilizou, no site da instituição, os locais onde serão aplicadas as provas. Para ter acesso a essa informação, cada candidato deverá entrar no site e inserir o login e a senha, que foram criados no momento em que o candidato se inscreveu no vestibular.

No dia da prova é necessário que o aluno esteja no local com pelo menos uma hora de antecedência, pois 13:50h se encerra a entrada, para que possa ser realizada a identificação e leitura das instruções. Às 14:00h em ponto se inicia a prova, que terá duração de cinco horas, conforme mencionado acima.

Em relação aos documentos, o candidato deverá apresentar um documento de identificação com foto, original e em bom estado de conservação. De forma alguma será possível a entrada sem esse documento. A única exceção é no caso de o candidato ter tido seu documento furtado, roubado ou extraviado. Nesse caso a solução será apresentar o B.O realizado, que deverá ser apresentado na versão original, além da necessidade de deixar uma cópia desse B.O com a universidade.

Serão três dias de prova. A prova de conhecimentos gerais será a aplicada no primeiro dia e é composta por arte, biologia, filosofia, física, geografia, história, matemática e sociologia. A prova terá ao todo 40 questões objetivas.

Já no segundo dia, a prova também contará com questões objetivas. Serão 10 questões de língua portuguesa, 5 questões de literaturas de língua portuguesa e mais 5 questões também de literatura, porém, de língua estrangeira. No segundo dia, o vestibulando ainda realizará a elaboração de uma redação.

No último dia a prova contará novamente com 40 questões objetivas. As questões serão relacionadas a duas disciplinas, que vão variar conforme o curso, pois será uma prova de conhecimentos específicos. A informação referente as matérias especificas, o aluno consegue visualizar no edital.

O resultado final do teste, sai somente ano que vem. O resultado da terceira etapa da prova sairá no dia 30 de janeiro de 2018 e os resultados da primeira e segunda etapa saem no dia 9 de fevereiro. Ambos resultados estarão disponíveis no site a partir das 10h. O resultado da redação sairá no dia 22 de janeiro. Além do resultado final, será disponibilizado no site o gabarito provisório no dia seguinte ao da prova, dia 14 de novembro. A consulta deverá ser feita exclusivamente no site www.vestibular.uem.br .

Para quem tiver interesse em se inscrever como fiscal de classe nos dias de prova, as inscrições deverão ser realizadas através do site da Universidade, entre dia 10/11/2017 e 16/11/2017. As inscrições devem ser feitas também no site http://www.cvu.uem.br/.

Poderão se inscrever professores, técnicos administrativos, alunos de pós-graduação e alunos de graduação. Na inscrição deverão ser apresentados, número da matrícula funcional, o cpf e a data de nascimento. Já para os alunos os documentos requeridos serão, número do registro acadêmico, o do CPF e do NIT ou do PIS/PASEP. Os alunos que não são cadastrados na previdência social ou no PIS/PASEP deverão acessar o site http://cnis.inss.gov.br/cnisinternet e realizarem o cadastro.

Ainda de acordo com as informações disponíveis no site da faculdade, os professores interessados não poderão estar em período de licença de qualquer tipo, em tratamento de saúde ou em período de concurso. Para os alunos também tem alguns pré-requisitos, como não serem calouros, no caso do aluno de graduação e para quem é alunos de pós-graduação, estar regularmente matriculado.

Para mais informações é só acessar o site da universidade: http://www.cvu.uem.br/.

Lorena Ruiz


Mudanças nos processos seletivos da Universidade Estadual de Maringá, no Paraná.

A Universidade Estadual de Maringá (PR) fez o anúncio de algumas mudanças que ocorrerão nos processos de seleção da instituição. As mudanças foram informadas na terça-feira (28) e são relativas ao peso da prova de língua estrangeira em todos os vestibulares e nos Processos de Avaliação Seriada (PAS) e sobre como será o critério de aproveitamento de todas as vagas remanescentes.

A partir do vestibular do final de 2017, a prova de língua estrangeira será de caráter classificatório e não mais eliminatório. Por exemplo, se um candidato zerar a prova de inglês, ele ainda continua no páreo com os outros estudantes, o que não acontecia anteriormente, pois o mesmo era eliminado automaticamente do vestibular.

Segundo a Comissão Central do Vestibular Unificado (CVU), a decisão foi tomada com base no alto índice de candidatos que estavam sendo reprovados nessa disciplina. De acordo com a instituição, no vestibular do ano de 2014, cerca de 40% dos candidatos estavam tirando nota zero na prova de língua estrangeira, o que tornou a decisão quase que obrigatória. Após a análise de outros vestibulares como Unicamp, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Fuvest e o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), as provas de língua estrangeira não eram de caráter eliminatório, mas classificatório.

O aproveitamento das vagas remanescentes também foi aprovado pela UEM e autoriza a entrada de novos alunos em vários cursos de graduação oferecidos pela mesma, desde que tenha vagas que não foram preenchidas nos vestibulares. Na verdade, todo candidato aprovado no processo seletivo ou no PAS e que não realizar a matrícula até a data limite, pode fazer a opção de qualquer curso que disponibiliza vagas remanescentes. A aprovação será feita a partir de um novo número de pontos em que as provas de conhecimentos gerais e redação terão peso maior. Se porventura ainda sobrarem vagas remanescentes, os candidatos que fizeram o ENEM nos últimos três anos e que tenham nota superior a 400 pontos na média de todas as provas do exame, poderão se candidatar a elas, caso queiram.

Por Rodrigo Souza de Jesus





CONTINUE NAVEGANDO: