Inscrições Enem 2018 – Exame Nacional do Ensino Médio




Inscrições poderão ser efetuadas até o dia 18 de maio de 2018.

Iniciam na próxima segunda-feira, dia 7 de março, as inscrições oficiais para o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. Na edição de 2018, a taxa de participação terá o valor de R$ 82, sendo que os interessados pode se inscrever até o prazo final de 18 de maio.

Para saber mais informações sobre como participar, fique ligado nos detalhes que daremos para você.


Como me inscrever?

Para se inscrever é muito simples. Basta acessar o site oficial do Enem, no endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br. O pagamento da taxa de R$ 82 pode ser feito entre os dias 7 e 23 de maio.

Vale lembrar que já foi encerrado o prazo para a solicitação da isenção da quitação desse valor. Esse foi do dia 2 a 11 de abril.

Prova do Enem 2018

Conforme o edital publicado sobre o Enem dessa edição, serão feitas algumas mudanças importantes na comparação com a do ano passado. Sendo assim, esse ano os candidatos que forem realizar o exame terão um acréscimo de 30 minutos no segundo dia da prova.


Com isso, sabe-se também que as avaliações serão feitas em dois domingos consecutivos, no dia 4 e 11 de novembro. Os temas do primeiro domingo serão: linguagens, redação e ciências humanas. Essa prova terá a duração de cinco horas e meia.

Já no segundo domingo, serão realizados os exames com as seguintes temáticas: ciências da natureza e matemática, com um total de cinco horas de duração.

Redação do Enem

Além das provas objetivas, ainda é tradição do Enem a realização de uma redação. Conforme o Ministério da Educação, a exigência é de que essa seja um texto dissertativo e argumentativo, com a introdução, o desenvolvimento e a conclusão bem definidos.

Entre os critérios que são adotados pelos avaliadores para a correção das redações estão: o domínio das normas de língua portuguesa, a compreensão da proposta de redação, a organização e seleção das informações pertinentes, a demonstração da capacidade total de argumentação e, por fim, a proposta de soluções para o tema central abordado durante o texto, respeitando sempre a diversidade e os valores da sociedade.

Em uma retrospectiva das edições anteriores, pode-se perceber que o Enem cobra dos estudantes o desenvolvimento de temas importantes nas redações, voltados para o cenário nacional, atualidades e assuntos socioculturais. Portanto, mantenha-se atualizado sobre os mais diferentes pontos, como diversidade de gênero, política, religião, violência urbana, terceira idade no Brasil, segurança pública, meio ambiente, entre outros.

Segundo o edital, o participante pode zerar a nota de redação no caso de: fugir do tema proposto, não obedecer à estrutura de uma redação dissertativa-argumentativa, ter desenhos e imagens inadequadas, produzir um texto de até sete linhas ou entregar a folha em branco.

Onde utilizar o resultado do Enem 2018?

Poderão ser utilizados os resultados das provas do Enem 2018 nos processos seletivos destinados para vagas em ensino superior público, seja: por meio do Sistema de Seleção Unificada, o Sisu; em bolsas de estudos nas instituições privadas, através do Programa Universidade para Todos, o ProUni; e por obtenção de financiamento por Fundo de Financiamento Estudantil, o Fies.

Sobre o Enem

O Enem foi criado como uma maneira de avaliar todo o desempenho escolar e também acadêmico dos estudantes quando esses concluem o ensino médio. A realização do exame pode ser feita por qualquer pessoa.

Porém, o uso dos resultados obtidos não é igual para cada público. Esses somente podem ser utilizados para acesso à uma educação superior e em programas do governo relacionados a financiamentos ou a apoios estudantis por participantes com idade superior a 18 anos, levando em conta o primeiro dia da aplicação da prova. Além disso, ainda é necessário que os candidatos tenham concluído, no mínimo, o nível médio no ano anterior à edição do Enem.

Kellen Kunz



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *