Exame será aplicado em 1,7 mil municípios brasileiros e terá mais de 8,5 milhões de candidatos.

Na última terça-feira, 30 de agosto, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), lançou um balanço dos números do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2016. Ao todo, a prova será aplicada em 1,7 mil municípios espalhados por todo o Brasil. Mais de 8,5 milhões de pessoas farão as provas, que serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro.

De acordo com o balanço, mais de 600 mil pessoas estarão encarregadas de cuidar de tudo para que a prova seja aplicada. Até a Força Nacional entra na operação. É que desde 2009, quando algumas provas foram roubadas e tiveram seu conteúdo vazado, fazendo com que o Governo Federal tivesse que adiar a aplicação da mesma, a Força Nacional colabora com a realização do Exame. A FN irá acompanhar a impressão e o armazenamento das provas para se certificar de que não haverá nenhum vazamento.

No primeiro dia, os candidatos terão quatro horas e trinta minutos para fazer as provas de ciências da natureza e de ciências humanas. No segundo dia, será a vez da realização das provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática. Desta vez, o candidato terá um tempo de prova de cinco horas e trinta minutos.

Em ambos os dias, os portões dos locais de prova serão abertos às 12h (horário de Brasília). O fechamento está previsto para às 13h (horário de Brasília), sempre lembrando que em novembro o Brasil estará no horário de verão. Todo cuidado é pouco para os candidatos, já que após o fechamento dos portões nenhum candidato pode mais adentrar aos locais de prova. O horário de início das provas será às 13h30. O Inep divulgará o gabarito oficial das questões até o dia 9 de novembro, porém, ainda não há data para o resultado oficial das notas do Exame.

Veja abaixo alguns dos números no balanço divulgado pelo Inep e que marcarão o ENEM 2016:

  • 8.627.194 candidatos inscritos;
  • 1.727 municípios;
  • 17 mil locais de prova;
  • 16 milhões de provas;
  • 77 mil malotes de provas;
  • 476.040 mil coordenadores e fiscais de locais de prova;
  • 40.000 agentes das polícias Federal, Rodoviária Federal, Civil, Militar e do Corpo de Bombeiros;

Renato Senna Maia





CONTINUE NAVEGANDO: